domingo, 21 de abril de 2013

SEAA–Projeto : Autoestima e a Aprendizagem–“Casulos e Borboletas”

borflor

O Projeto “ Casulos e Borboletas” foi criado especificamente para um grupo de alunas encaminhadas à Equipe Multidisciplinar – SEAA, com queixa de baixo rendimento escolar e falta de interação social, de turmas de 3º ao 5º ano (Ensino Fundamental).

Estas alunas tem em comum: faixa etária de 09 a 12 anos, retraimento, timidez excessiva, pouca comunicação verbal e baixa autoestima, com reflexos no desempenho escolar.

Foram encaminhadas às oficinas de autoestima. Passaram pelo Projeto “Contos de Fadas”, “Como me sinto Hoje” e finalmente pelo projeto “Casulos e Borboletas”.

Partindo de estudos realizados com crianças que se encontram dentro das queixas acima, (e de resultado de várias pesquisas) que concluem que: “O resgate da autoestima e a autoconfiança resgatam também a capacidade de aprender através do compartilhar momentos de reflexões e encontrar soluções possíveis para situações de conflitos da vida diária, em sala de aula, na família, na comunidade, que possam estar refletindo em seus processos de aprendizagem e comportamentos inadequados. O autoconceito positivo e o autoconhecimento de suas habilidades vão gerar ganhos cognitivos e através dos quais poderão estabelecer uma relação positiva com o conhecimento, com as pessoas e consigo mesmo. 

O Projeto “Casulos e Borboletas” “que foi realizado com este grupo de alunas, e que,mesmo durante o trabalho, houve um expressivo e gradativo avanço em relação ao desempenho escolar anterior, e uma diferença no “se sentirem melhor e demonstrarem estar gostando mais de si mesmas” com o grupo de participantes.

O projeto consistiu basicamente em parodiar um programa de TV muito conhecido, “A Transformação”, fotografar as meninas “antes”

DSC02778

Add caption

e “depois” DSC02786   de algumas mudanças nos cabelos, no vestuário e uma leve maquiagem. Tão grande foi a transformação que promoveu um convencimento muito maior que mil palavras e exemplos. Elas adoraram.

DSC02097 DSC02098

Ficaram maravilhadas consigo mesmas. E depois desta transformação no aspecto físico, foi feia a dinâmica “Lagartas, Casulos e Borboletas”. Em que na conclusão do projeto, final foi feita uma listagem, de situações, atitudes e posturas que necessitavam sair de dentro prá fora com o objetivo de desenvolverem uma convivência social mais agradável, pelas próprias alunas.

Algumas fotos que (com permissão dos pais) estão sendo divulgadas


DSC02145 DSC02147

Foi um dos projetos que melhores resultados apresentaram no resgate da aprendizagem pela elevação da autoestima, como processo.

DSC02154 DSC02158

“Antes” “Depois”

no encerramento do projeto em que forma escolhidas as três “maiores” transformações, com premiações.

Clicar na imagem para ver em tamanho maior

Cada participante ganhou um CD de fotos, as três primeiras colocadas (votação secreta pelas professoras da escola) ganharam um “Diário” com uma mensagem de Vinicius de Morais do seu poema “Borboletas”.

Crianças são como borboletas ao vento...

algumas voam rápido algumas voam pausadamente,

mas todas voam do seu melhor jeito.

Cada uma é diferente, cada uma é linda e cada uma é especial !

texto – “Lagartas, Casulos e Borboletas”

“(…) Passaram muitos anos e o Rei percebeu que ainda faltavam muitas coisas. Por exemplo, ele viu que as flores não se espalhavam para outras plantas e eram sempre as mesmas. Então começou novamente a pensar... pensou... pensou...

E enquanto ele pensava, olhando para nós, as lagartinhas, viu que estávamos bem gordinhas de tanto comer folhinhas... Então Ele teve uma ideia... mas antes de descobrir qual era a sua ideia notei que de dentro de mim saia uns fiozinhos branquinhos, branquinhos... E fui sentindo um soninho... e comecei a me enrolar nos fiozinhos, fiz tipo uma casinha, e acabei adormecendo... Ah que soninho bom!

Nem sei por quanto tempo dormi... só sei que acordei com um raio de sol entrando por um buraquinho acima da minha cabeça... ah o sol... que saudades do sol... espreguicei e vi que dava para sair desta casinha que fiz e que hoje as pessoas chamam de casulos.

casulo2

Mas antes de sair senti que estava diferente. Não dava pra ver meu corpo todo... estava diferente... mas era eu, isso tenho certeza... posso ter me transformado em outra coisa, mas era eu. Resolvi sair de uma vez e ver o que tinha acontecido. Mas de uma vez não consegui, então fui me arrastando devagarinho até que coloquei o corpo para fora, e quando acabei de sair comecei a voar, a voar, a voar e vi que tinha lindas asas coloridas, duas anteninhas na cabeça, eu estava linda... diferente... mas era eu! E vi outras irmãzinhas que também dormiram sair voando.

E as flores, como eram perfumadas... e o perfume delas me levaram até o miolinho delas... e tudo estava tão maravilhoso, minha vida tinha se transformado!casulo3

Senti que quando cheirava o perfume das flores grudavam uns grãozinhos no meu narizinho e quando eu ia para outras flores eu deixava lá e pegava outros... e dava uma coceirinha danada no nariz! Depois de borboletear bastante me lembrei do Rei... Esse Rei era muito sábio, foi assim que Ele resolveu o problema das flores…”

Trecho do texto “Lagartas, Casulos e Borboletas”

DSC02066 DSC02069

DSC02164 DSC02172

Parabéns as meninas participantes do projeto. Ficaram maravilhosas e mostram que o grande poeta Vinícius de Morais estava  certo:

“Crianças são como borboletas soltas ao vento…”

Por Júlia Virginia de Moura –SEAA  - Pedagoga

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço virtual educativo, publicando as atividades da Escola, ficará mais rico com seu comentário, sugestão ou crítica. Deixe sua mensagem e volte sempre. E obrigada pela visita!