segunda-feira, 22 de abril de 2013

Piada - um gênero literário na reescrita - sucesso nos 4º e 5º Anos


"Uma piada é um texto narrativo curto de final engraçado e às vezes surpreendente, cujo objetivo é provocar risos ou gargalhadas em quem a ouve ou lê".Além disso, o riso (em tese, o principal objetivo da piada) é considerado como algo saudável, pois libera endorfina(hormônio) produzido no cérebro que produz sensação de bem-estar”


Se o professor vai trabalhar com textos, que sejam significativos e prazerosos, a piada faz parte das comunicações entre os alunos e com certeza, vão gostar muito dessa atividade realizada na IV Coordenação Coletiva Especial.

A partir deste gênero literário, o Coordenador Pedagógico Prof. Ronaldo, fez uma demonstração de uma aula, em Língua Portuguesa, usando como mais ferramenta pedagógica significativa, prazerosa que pode ser usada em reprodução de texto, aspectos textuais, reescrita, ortografia, legibilidade da escrita, autocorreção, correção coletiva , etc. Enfim, de acordo com as necessidades maiores das turmas de 4º e 5º Anos.

 

Realizou com os professores uma atividade de Ditado, autocorreção, correção coletiva e correção individual. Usou esta atividade com o objetivo de demonstrar aos professores a importância da correção da escrita de um texto, principalmente da correção individual, que mesmo sendo cansativa para o professor e mesmo para a turma ( o professor faz a correção com cada um dos alunos, na sua mesa), pois demanda muito tempo na primeira vez, em menos de um mês, o professor vai ver que valeu a pena, pois esta dificuldade será minimizada ao máximo.

Estratégias

1- O professor lê a piada ( apropriada para crianças, como as conhecidas como sátiras). Aguardar que todos tenham entendido (pelo menos a maioria), e manifestem bom humor e risos. Provocar comentários que farão com que os mais desatentos entendam e participem.

2- Solicitar que usem o caderno de caligrafia, ou mesmo o caderno comum, e em uma primeira etapa faz um ditado.

3 – Fixar na lousa o texto escrito de forma correta.

2- – O professor explica a tabela de legenda de correção.

Ao lado do texto uma legenda de correção e solicitar que cada aluno leia seu texto em seu caderno e depois com o auxílio do texto na lousa e a tabela de legendas, faça a autocorreção.

3 – Correção alternativa:troca de textos entre colegas (antes, os alunos devem ser preparados para fazer a correção sem criticar o colega);

4- Os primeiro alunos que terminam a autocorreção começam a ser chamados, um por vez, à mesa do professor e este vai corrigir com o aluno novamente.

* Observações importantes feitas pelo professor Ronaldo.

O professor vai observar que resultante da correção individual, principalmente,o aluno descobre : omissões de letras (tão comum nas reescritas e produções) troca de fonemas, aglutinação, e até excesso de letras em palavras e outros.

Nas primeiras vezes é um trabalho demorado e cansativo, nas próximas os textos já chegam com menos erros e o trabalho é agilizado. Chega um momento em que deixa de ser necessária a correção individual, porque o objetivo foi alcançado: o aluno está errando muito pouco, o que é natural e que vai sendo melhorado no decorrer de sua vida acadêmica. O importante é a atenção que o aluno desenvolve quando produz ou reproduz um texto e a atenção em não cometer erros, principalmente ortográficos e organizativos na composição de um texto. Lembrando que hoje, em todos os estágios da vida acadêmica, é através da redação que um aluno, um candidato à concursos, vestibulares, é avaliado quanto as competências adquiridas em Língua Portuguesa, e estas começam a ser adquiridas no Fundamental I.

Sugestão de livro de piadas:

Título: 1001 Piadas

Editora: Matrix

Autor: Paulo Tadeu

Escola Classe 02 do Araponga - IV Coordenação Coletiva/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este espaço virtual educativo, publicando as atividades da Escola, ficará mais rico com seu comentário, sugestão ou crítica. Deixe sua mensagem e volte sempre. E obrigada pela visita!